Seja Solidário

seja-solidario

Associação promove campanha solidária para crianças e adolescentes em sofrimento mental

 A Associação Mineira do Ministério Público (AMMP) vai promover sua quarta campanha solidária. Desta vez, será beneficiado o Cepai (Centro Psíquico de Adolescência e Infância), conhecido como Galbinha, que atende crianças e adolescentes de zero a 18 anos incompletos de todo o Estado em situação de sofrimento mental. Tem 12 leitos e realiza, em média, 1,2 mil atendimentos ambulatoriais por mês. É a única unidade com plantão de psiquiatria 24 horas para essa população e também a única com internação para esse público.

Sua missão é assegurar e promover o acolhimento, o tratamento e a inclusão social de crianças e adolescentes, oferecendo assistência ambulatorial secundária e hospitalar aos usuários do SUS no Estado.

O Cepai é referência para a Prefeitura de Belo Horizonte no atendimento à crise da população das regionais Barreiro, Centro Sul e Leste e, provisoriamente, às regionais Nordeste e Norte, até que o Cersami Nordeste esteja em pleno funcionamento.

Os serviços que oferece são: CAC – Centro de Atendimento à Crise: psiquiatria, enfermagem e serviço social, estando em implantação a ampliação do acolhimento, feito por toda a equipe assistencial; Ambulatório: psiquiatria e pediatria (interconsulta), psicologia, terapia ocupacional, serviço social, fonoaudiologia, pedagogia e fisioterapia; Unidade de internação: 12 leitos (seis masculinos, seis femininos), um leito de internação; Permanência-Dia: modalidade assistencial implantada recentemente, destinadas às regionais Barreiro, Centro-Sul, Leste, Norte, Nordeste, conforme pactuação com a PBH; Lar-abrigado: primeiro serviço terapêutico implantado no Brasil e presta atualmente assistência a sete moradores (três mulheres e quatro homens, todos com mais de 50 anos).

Depois da abertura do Cersami-Nordeste, o Cepai será responsável pelas regionais Barreiro, Centro-Sul e Leste.

Também oferece cinco vagas para Residência em Psiquiatria da Infância e Adolescência, credenciada pelo Ministério da Educação, com duração de um ano, tendo como pré-requisito residência de três anos em Psiquiatria.

Mudanças
A instituição passa, atualmente, por transformações no direcionamento clínico e assistencial, motivadas pelo movimento da Reforma da Assistência Psiquiátrica, pela diversidade de profissionais da saúde mental envolvidos na assistência e multiplicidade de intervenções e alternativas no tratamento psiquiátrico de crianças e adolescentes. Desde maio de 2016, oferece um novo serviço à Rede de Atenção Psicossocial, a Permanência-Dia, informa o diretor Fernando Libanio.

Nesse modelo de atendimento, oferece oficinas de pintura, artesanato, culinária, jogos, salas de TV, vôlei e basquete, totó, piscina, dentre outros.

CONFIRA A LISTA DE LOTES PARA DOAÇÃO