Dicas Culturais

blog-1-column1
 
AMMP CULTURAL 16/05/2017

Quinzenalmente, compartilhamos com você a melhor programação de exposições, peças de teatro, shows, concertos, danças e outras manifestações de arte em Belo Horizonte.

 
 
 

Entre Nós - A figura humana no acervo do Masp

Até 26 de junho, de quarta a domingo, das 9 às 21 horas

CCBB (Praça da Liberdade, 450)

Mais de 100 obras do maior acervo de arte da América Latina estão no CCBB com curadoria de Rodrigo Moura e Luciano Migliaccio, ambos da equipe de curadores do Masp. A exposição oferece a rara oportunidade de ver algumas das principais obras dos maiores nomes da arte mundial. Abrangendo um arco histórico que se inicia entre os anos 900-1200 D.C., com as peças pré-colombianas, e vai até os dias de hoje, estabelecendo um recorte cronológico e um diálogo entre as distintas formas de representação e culturas.

Mais informações pelo telefone (31) 3431-9400) ou no site bb.com.br/cultura.

 

Reminiscência

Até 30 de junho - quinta-feira, das 12h às 20h30; sexta-feira e sábado, das 10h às 18h30; domingo, das 10h às 16h; terça e quarta-feira, de 10h às 18h30 (na segunda, fechado)

Museu Inimá de Paula (Rua da Bahia, 1201)

A artista mineira Vânia Braga apresenta “Reminiscência”, com peças lúdicas em bronze de sua nova fase. São 36 peças retratando as brincadeiras de infância das décadas de 1960 e 1970, unindo a essa nova inspiração os já conhecidos felinos criados por ela. Vânia Braga desenvolveu recentemente a obra “Eterna Modernidade”, que se integrou o Conjunto Arquitetônico da Pampulha).

Mais informações pelo telefone (31) 3213-4320.

 

Guignard e a paisagem mineira – o antes e o depois

Até 11 de junho - de terça a sábado, das 10h às 20h domingos e feriados, das 11h às 19h

Minas Tênis Clube (Rua da Bahia, 2244)

 

A Galeria de Arte do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebe a exposição “Guignard e a paisagem mineira – o antes e o depois”, com 20 obras do artista e mais outras tantas de outros nomes da arte que retrataram Minas antes de Guignard, e depois, muitos sob a influência desse mestre. A curadoria é de Priscila Freire. A exposição tem como objetivo apresentar a obra e a genialidade de Guignard, a partir da sua produção na paisagem e traçar um paralelo no tempo mostrando as mudanças ocorridas na representação e interpretação da paisagem mineira antes e depois dele.

Mais informações pelo telefone (31) 3516-1023.

Gritos

Até 12 de junho, de segunda a sexta, às 20 horas

CCBB (Praça da Liberdade, 450)

O espetáculo Gritos, da companhia franco-brasileira Dos à Deux, marca o retorno aos palcos da dupla de diretores André Curti e Artur Luanda Ribeiro após 18 anos. A peça é formada por três poemas gestuais metafóricos criados a partir de um tema: o amor. Os poemas – os três gritos – são permeados pelas pessoas invisíveis na sociedade, o preconceito, o desprezo e os refugiados da guerra, e são revelados por meio de uma partitura gestual sutil e minuciosa. A peça utiliza bonecos nas cenas para provocar estranheza e levantar questões políticas do Brasil e do mundo atual.

Mais informações pelo telefone (31) 3431-9400) ou no site bb.com.br/cultura.

 

Across the Universe - História de Amor ao Som de Beatles

4 de julho, às 21h30

Sesc Palladium (Avenida Augusto de Lima, 420)

Aborrecido com seu trabalho em Liverpool, um jovem sai em busca de seu pai e acaba cruzando o atlântico para isso, chegando a Nova York, onde se envolve com movimentos de contracultura. Abrilhantam a história, 15 canções dos Beatles, como “Let it Be” e “Come Together”.

Ingressos na bilheteria. Mais informações pelo telefone (31) 3270-8100.

 

Novas Diretrizes em Tempos de Paz

Dias 16, 17 e 18 de maio, às 20 horas

Cine Theatro Brasil (Avenida Amazonas, 315)

O espetáculo narra a história de um judeu polonês, refugiado de guerra, que tenta conseguir seu visto de entrada no Brasil, durante a ditadura de Getúlio Vargas e no final da 2ª. Guerra Mundial. O texto é de Bosco Brasil, com direção de Fernando Couto e Danielle Fortunatto. No elenco estão Ari Nóbrega e Gabriel Marques Amaral. O embate entre o interrogador alfandegário e ex-torturador da Polícia Política de Vargas, se desenrola na sala de imigração do porto do Rio de Janeiro em abril de 1945.A ação se estabelece inicialmente pelo interrogatório formal, mas vai tomando, gradativamente, o brilho de um embate. No calor do interrogatório os dois deixam de lado suas condições de imigrante e burocrata e falam de seus medos, verdades, desilusões e esperanças, revelando um retrato de seus mais profundos sentimentos. Muito mais que uma discussão sobre os horrores dos sistemas políticos autoritários, o texto propõe uma reflexão sobre o ser humano, seus demônios e suas virtudes.

Classificação etária: 16 anos. Mais informações pelos telefones (31) 3201-5211 ou (31) 3243-1964.

One on one - Paul McCartney

17 de outubro, às 21h30

Mineirão

Paul McCartney desembarca no Brasil com a turnê One on one, lançada nos Estados Unidos em 2016. O giro já conta com 41 apresentações em 12 países diferentes, contabilizando um público de 1.2 milhão de pessoas. Nos shows, o ex-Beatle presta homenagem ao disco Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, que está completando 50 anos.

 

Mariza Mundo

21 de maio, às 19 horas

Palácio das Artes – Grande Teatro (Avenida Afonso Pana, 1573)

O show “Mundo”, que chega pela primeira vez à capital mineira, reúne inéditas e releituras de grandes sucessos da música mundial com influência do fado. “Mundo”, o sexto disco de estúdio de Mariza, é seu primeiro álbum inteiramente novo depois de cinco anos. “Mundo” não esquece o Fado onde tudo começou. Um outro Fado, mais aventureiro, expandindo-se em direção a uma nova identidade, a um novo começo. Na sua voz, na sua alma, na sua paixão, quer ela cante Javier Limón ou Jorge Fernando, Paulo de Carvalho ou Carlos Gardel, Amália ou Marceneiro, Pedro da Silva Martins (dos Deolinda) ou Rui Veloso, Mariza é o Fado. Não o Fado de ontem, mas o Fado de hoje, aberto ao mundo, aberto ao mar. Numa carreira de mais de 16 anos, Mariza passou de um fenômeno local quase escondido, partilhado apenas por um pequeno círculo de admiradores lisboetas, para uma das mais aplaudidas estrelas do circuito mundial da World Music.

Vendas em ingressorapido.com.br. Mais informações em (31) 3236-7400.

 

Bossa Nova in concert

9 de junho, às 21 horas

Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1537)

Leila Pinheiro, Marcos Valle, MPB4, Roberto Menescal, Wanda Sá e outros nomes da música popular brasileira interpretam os maiores sucessos na Bossa Nova.

Ingressos na bilheteria do teatro ou em ingressorapido.com.br. Mais informações em 3236-7400.

 

Paulinho da Viola e Marisa Monte

20 de maio, 22 horas

BH Hall (Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230)

Eles estreiam uma nova parceria musical que passará por Belo Horizonte. A parceria já rendeu uma série de grandes momentos na carreira da dupla e para o público brasileiro. Em 1994, Marisa gravou “Dança da Solidão”, um dos grandes clássicos de Paulinho que integra o álbum homônimo do compositor carioca, lançado em 1972. Já dividiram o palco em inúmeras ocasiões, como em 2013, no Rio de Janeiro, em um show da Velha Guarda da Portela para um dueto de “Carinhoso”. Depois, Marisa gravou com Paulinho o clássico de Pixinguinha e João de Barro em “Coleção”, projeto de Marisa Monte lançado no ano passado que compila sua discografia a partir de encontros com parceiros. Eles também se encontram no documentário “O Mistério do Samba” (2008), dirigido por Carolina Jabor e Lula Buarque.

Ingressos na bilheteria ou em www.ticketsforfun.com.br. Mais informações em (31) 3209-8989.

 

Renaissance

Dia 28 de maio, às 19 horas

Grande Teatro - Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1537)

Liderados pela incrível voz de cinco oitavas de Annie Haslam, a Renaissance se apresenta com a turnê Songs For All Times que reúne os clássicos mais reverenciados da banda, como Song For All Seasons, Northern Lights, Sounds of the Sea, além do aclamado álbum Symphony of Light, lançado em 2014.

Mais informações em http://fcs.mg.gov.br/ ou pelo telefone (31) 3236-7400.

 

Ed Sheeran

30 de maio, às 21 horas (abertura dos portões às 17 horas)

Mineirão (Av. Antônio Abrahão Caran, 1001)

O cantor ruivo mais conhecido do mundo, o britânico Ed Sheeran, chega a Belo Horizonte para se apresentar no dia 30 de maio, na Esplanada do Mineirão. Sua turnê mundial acontece para divulgar seu terceiro álbum, “Divide”.

Ingressos à venda a partir de 7 de março em http://www.viagogo.com/br. Classificação etária: 14 anos desacompanhado; menores de 14 anos apenas acompanhados dos pais/responsáveis legais. Mais informações em http://www.livepass.com.br/.

 

Eri Johnson Pinta e Borda

Dias 3 e 4 de julho, às 21 horas

Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 224, Lourdes)

O ator aproveita sua veia cômica para contar, durante 70 minutos, histórias pessoais, casos de carreira e suas histórias. Além disso, o público pode se divertir com as famosas imitações que o ator faz de Evandro Mesquita, Caetano Veloso, Romário e do (rei) Roberto Carlos.

Mais informações pelo telefone (31) 3516-1360.

Sala Minas Gerais (Rua Tenente Brito Melo, 1090)

VINNITSKAYA ENCONTRA BARTÓK

Dias 18 e 19, às 20h30

Fabio Mechetti, regente

Anna Vinnitskaya, piano/p>

| Presto

| Veloce

J. ANTUNES - Apoteose de Rousseau

BARTÓK - Concerto para piano nº 1

BRAHMS - Concerto para piano nº 1

 

Dia 25, às 20h30

Fabio Mechetti, regente

Rafael Alberto, vibrafone

| Allegro

| Vivace

DVORÁK - Serenata para sopros em ré menor, op. 44

HINDEMITH - Música de Concerto para Cordas e Metais, op. 50

VILLANI-CÔRTES - Concerto para vibrafone

KODÁLY - concerto para orquestra

 

Dia 26, às 20h30

Fabio Mechetti, regente

Rafael Alberto, vibrafone

| Allegro

| Vivace

DVORÁK - Serenata para sopros em ré menor, op. 44/p>

HINDEMITH - Música de Concerto para Cordas e Metais, op. 50

VILLANI-CÔRTES - Concerto para vibrafone

KODÁLY - Concerto para orquestra

 

Ingressos em ingressorapido.com.br. Mais informações no site http://www.filarmonica.art.br/concertos/agenda-de-concertos

Festa Tradicional Italiana

4 de junho – Praça da Savassi

O Dia da República italiana será celebrado em BH na Savassi. A 11ª edição terá danças folclóricas, música, teatro de rua e atrações para criança. A gastronomia é um dos pontos altos da festa. Os principais restaurantes de BH estão na programação.

 

Reabertura da Galeria Doris Salcedo

De terça a sexta-feira, das 9h30 às 16h30; sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 17h30

Inhotim (Brumadinho)

Uma das obras mais importantes da Coleção Inhotim está novamente aberta para a visitação do público. Neither [Nenhum (dos dois), 2004], trabalho da artista colombiana Doris Salcedo inaugurado no Instituto em 2008, foi completamente restaurado, assim como a galeria em que está instalado. Este é o primeiro grande projeto de restauro realizado pela instituição e reafirma o compromisso do Inhotim em exibir, de forma permanente, obras de arte contemporânea. Nascida em Bogotá, na Colômbia, desde a década de 1980 Doris Salcedo realiza trabalhos que promovem um forte diálogo com contextos políticos e sociais. Diversas histórias de violência do século 20, como as guerrilhas que há décadas marcam a história da Colômbia, surgem como referências e ponto de partida para suas esculturas e instalações. A recuperação de Neither foi realizada em três etapas. Inicialmente, uma intervenção arquitetônica na galeria modificou o acesso do público ao prédio e criou uma antecâmara climatizada para evitar a exposição direta da obra às condições externas. Em seguida, a casa de máquinas do pavilhão foi ampliada para receber novos equipamentos de monitoramento, que vão garantir parâmetros climáticos mais homogêneos e lineares, mesmo com a variação de temperatura e umidade no ambiente exterior, como é comum no Inhotim. Durante cinco meses, 15 restauradores trabalharam diretamente com a equipe técnica do Inhotim, além de cientistas, engenheiros químicos, especialistas em corrosão de metais e laboratórios de análises de materiais. A complexidade do projeto passou, inclusive, pela escolha da cor da tinta a ser usada na recuperação. Uma análise da superfície da obra identificou 56 padrões diferentes de branco, que serviram como ponto de partida para que os técnicos realizassem diversos ensaios e formulações até que se chegasse aos dois tons adotados.

Mais informações em www.inhotim.org.br ou pelos telefones (31) 3194-7300/ 3571-9700.

AMMP | Associação Mineira do Ministério Público
Rua dos Timbiras, nº 2928
CEP 30.140-062 - Barro Preto
Belo Horizonte - Minas Gerais
(31) 2105-4878 / (31) 2105-4831
ammp@ammp.org.br